Sexta-feira, 29 de Julho de 2011
Voltando pela Marginal



publicado por Marta às 16:39
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 28 de Julho de 2011
Chair on the grass

 



The moment one gives close attention to anything,
even a blade of grass, it becomes a mysterious, awesome,
indescribably magnificent world in itself.

Henry Miller



publicado por Marta às 11:05
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Have a seat



The Empty Chair

Out on the rocky point there stands a white
And isolated Adirondack chair.
The tourists take a snapshot of the sight —
But only if nobody’s sitting there.

I guess they know, without fine arts degrees,
The standard first-term lesson, “less is more.”
It’s all about the possibilities
And the importance of the metaphor.

The focus isn’t on the lovely ring
Of blue in which the empty chair is framed —
Where ocean meets the sky — it’s on the thing
That in an artful picture can’t be named:

They save a central place for what might be —
A certain absence, looking out to sea.

Robert Crawford


publicado por Marta às 10:57
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Refresh yourself with Nature


tags: ,

publicado por Marta às 10:53
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 27 de Julho de 2011
Enquadramentos com vista IV


tags:

publicado por Marta às 11:09
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Enquadramentos com vista III


tags:

publicado por Marta às 11:06
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Enquadramentos com vista II



publicado por Marta às 10:21
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Enquadramentos com vista I


tags:

publicado por Marta às 10:18
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 25 de Julho de 2011
As 10 questões da Crise

 

 

Uma belíssima e elucidativa entrevista acerca da Crise, de Mafalda Avelar ao Professor João César das Neves, Professor de Economia da UCP.

Ver aqui.

 

Este post aparentemente fora do baralho, não o é. Este blog é de imagens, pensamentos e reflexões. A entrevista em causa é uma grande reflexão acerca da Crise, feita por uma grande jornalista de economia a um grande professor de economia, de quem já li alguns livros. A sua originalidade e bom senso ao escrever assenta na criação de analogias entre o nosso quotidiano e a economia, criando histórias em que sem darmos por isso, entramos numa análise económica escrita de forma apelativa e compreensiva.

 

Curiosamente, do que tenho visto, lido e ouvido até agora sobre este tema, esta entrevista é das mais completas e esclarecedoras, e com a qual estou totalmente de acordo.



publicado por Marta às 11:26
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

As partes das coisas

Às vezes prefiro partes das coisas às coisas inteiras. Dou importância aos pormenores que dão beleza ao todo. Se pudesse ficar apenas com as partes ficava, com as pequenas coisas que valem ouro, que se as juntássemos a outras partes de outras coisas, formariam um puzzle perfeito que faz o nosso ser sorrir por dentro.

 

Sim, sorrir por dentro, é tão bom…Há coisas que nos fazem sorrir por dentro e outras por fora. Sorrir por dentro é estarmos apaixonados, é estar com as pessoas que nos fazem felizes, é aquele aconchego onde o silêncio diz tudo e as palavras sobram. É estar no sítio certo com a pessoa certa. É estarmos satisfeitos com a vida e acima de tudo acreditar na vida que levamos. É olhar para as coisas (objetos e pessoas) e pensar: isto faz sentido.

 

Sorrir para fora também é bom e necessário. O sorriso politicamente correto é necessário. Sorrir para as pessoas de quem gostamos é bom. Exteriorizar a nossa alegria é bom. Aparentar estarmos alegres quando na verdade estamos tristes também é bom, porque se não puxarmos por nós próprios, quem puxará?

 

Mas falava eu das partes das coisas. Há sempre partes, qualidades de pessoas e coisas de que gostamos mais. Quando tiro fotografias, gosto de apanhar a parte de que gosto mais. Há perspetivas que se podem criar, há partes que se podem salientar, e esse toque, esse saber olhar, às vezes cria magia, e a felicidade chega mais perto.



publicado por Marta às 11:00
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

.mais sobre mim
.pesquisar neste blog
 
.posts recentes

. Nos 120 anos do nasciment...

. Os toureiros também rezam

. Praça Afonso de Albuquerq...

. Os Campinos a agruardar o...

. Capa de Mário Coelho

. Capa de Mário Coelho

. À espera da homenagem a F...

. A tradição manda!

. Duas crianças recriam a t...

. O cortejo com a Praça de ...

.arquivos

. Julho 2015

. Outubro 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

.tags

. todas as tags

.Copyright
Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
.subscrever feeds