Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014
O que acontece às crianças depois de uma guerra?

 

Como podemos ajudar? Ver mais AQUI.

 

 



publicado por Marta às 19:16
link do post | comentar | ver comentários (1) | adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 8 de Janeiro de 2014
Personalidade e Fotografia

Estou com saudades de escrever e de fotografar. O tempo é escasso, por isso, vai-se fazendo o que se pode. Escrever é aqui e já, fotografar requer tempo para sair e captar alguma coisa que me interesse.O que não é fácil.

 

Estava eu a dizer: personalidade e fotografia. Para quê? De onde é que nasce a vontade de fotografar? O que nos faz reparar em determinada coisa e não noutra? Porque há coisas que nos hipnotizam e que a outras pessoas são totalmente indiferentes? Porque é que a coisa mais banal pode-se tornar na coisa mais bonita e a coisa mais bonita na mais banal? Porque é que o estranho pode parecer normal e o normal estranho?

 

A Arte requer sensibilidade, abertura, estilo e personalidade da persona que fotografa. Persona deriva do verbo personare: soar através de. Neste caso ressoar através de uma máscara que era utilizada pelos atores gregos nas suas obras de teatro. A máscara dotava ao ator a aparência que o papel exigia e melhorava o timbre da sua voz. Portanto a máscara dotava a pessoa de um papel social. Pessoa era ser através de. Curioso. Não implicava originalidade nem naturalidade.

 

Persona por outro lado, designa um ser que existe, uma individualidade, alguém que possui alma. Personalidade por sua vez, fala das qualidades da pessoa, da sua individualidade consciente, de alguém que exerce as características que lhe são próprias. Mas será que as características próprias por esta lógica são a máscara que a pessoa reveste?

 

Fotografar, por outro lado, significa fixar um objeto com o auxílio da luz - a luz que dá personalidade ao objeto, ou o objeto que é personificado pela luz. A luz é o segredo da fotografia que confere forma e cor ao objeto. Num mundo de escuridão, por muita beleza que existisse, esta seria impossível de captar. Poder-se-ia sentir, ouvir, cheirar e tocar, mas não ver. Talvez os objetos ganhariam uma beleza ainda mais rica sem uma luz que os faça viver ao nível da visão. O milagre da cor seria perdido, mas muitas outras qualidades poderiam ressurgir, mas…impossível de plasmar numa fotografia.

 

A fotografia capta, imortaliza, conta uma história, capta a personalidade das pessoas e dos objetos, suscita pensamentos e emoções e faz-nos compreender um pouco mais de o mistério que nos rodeia. Neste caso, poder-se-á dizer que a vida soa através de uma máquina? Penso que sim. A fotografia confere sentido à vida, ou pelo menos àquilo que nos chama a atenção na vida. Álguém conferiu-nos o grande dom de apreciar o Bom e o Belo, mesmo às pessoas que não têm necessidade de captar seja o que for. Seja natureza, pessoas, cenários de guerra, a fotografia faz-nos parar para ter a grande oportunidade de ver, apreciar, sentir e refletir.

 

A fotografia nasce na personalidade e confere personalidade. É um ato individual, uma predisposição genética que nos chama para o que é belo e bom, mesmo que por vezes se capte o mau e o feio, necessários para alcançar a chamada visão geral da existência.

 

Cada pessoa torna-se mais pessoa ao fazer aquilo de que gosta. A clickar, é com personalidade, se não mais vale ficar quieto no mesmo sítio. As grandes obras de arte nascem dos diferentes estilos conferidos pelas distintas personalidades e sensibilidades de todos nós. É isto que torna o mundo interessante: conhecer uma realidade através dos olhos daquela pessoa. Diferentes formas de sentir conferem diferentes formas de criar, logo, o mundo é uma verdadeira obra de arte. E ainda bem : ).



publicado por Marta às 22:13
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

.mais sobre mim
.pesquisar neste blog
 
.posts recentes

. Nos 120 anos do nasciment...

. Praça Afonso de Albuquerq...

. Os Campinos a agruardar o...

. À espera da homenagem a F...

. A tradição manda!

. Duas crianças recriam a t...

. Viva os Campinos!

. O cortejo com a Praça de ...

. O amor ao Colete Encarnad...

. Vila Franca de Xira celeb...

.arquivos

. Julho 2015

. Outubro 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

.tags

. todas as tags

.Copyright
Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
.subscrever feeds