Terça-feira, 29 de Novembro de 2011
A Deirdre Capone a escrever-me uma dedicatória no seu livro.

 

Não havia muita gente a comprar o livro, mas eu tive curiosidade porque nunca tinha visto nenhum filme nem lido nada sobre Al Capone, só tinha estudado a época do bootlegging no colégio, que foi uma viragem na história dos hábitos, costumes e moda da humanidade. O consumo de álcool foi acompanhado do surgimento do jogo, do jazz, e de outros costumes que representaram um momento cultural inesquecível.

 

Perguntei-lhe como era ser sobrinha de Al Capone, e ela respondeu-me assim "It was very hard". Carregar o peso do apelido Capone era uma barra  pesada porque era associada de imediato á máfia, e isso teve consequências como ser evitada pelas colegas na escola, não ser convidada para as festas, usar um apelido fictício para arranjar um emprego, ser despedida quando descobriram o seu nome verdadeiro, e na hora de construir a sua família ,só revelou aos filhos o seu parentesco com Al Capone quando eles já eram adultos.

 

Gostei muito de falar com ela e valorizo ela agora dar a cara e contar como foi num livro.



publicado por Marta às 10:04
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 24 de Novembro de 2011
Um luxo nunca visto: Deirdre Capone, sobrinha do Al Capone a dar-nos as boas-vindas á ilha e a falar sobre o livro que acabou de escrever sobre "Uncle Al"



publicado por Marta às 09:03
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Terça-feira, 22 de Novembro de 2011
Alcatraz

No último dia da minha estadia em São Francisco fui visitar a famosa prisão de Alcatraz (ver historia, vale a pena), onde estiveram presos personagens como Al Capone.

 

No dia em que fui tive a sorte de coincidir com a Deirdre Capone, sobrinha do famoso bootlegger, que acabou de lançar um livro sobre o tio, dando a conhecer o seu lado mais "ternurento" e familiar  e contando episódios fantásticos que jamais imaginaríamos sobre ele.

 

Há uma nota que vale a pena salientar. Al Capone foi para a prisão por evasão fiscal e não por todos os crimes que cometeu. Porquê? Ele fornecia bebidas alcólicas a todo o poder de Chicago, portanto se o denunciassem, naturalmente seriam desmantelados todos os seus clientes, e por isso Al Capone permaneceu intocável durante muitos anos. Há quem diga que o queriam afastar da cena, porque detinha demasiado poder sobre a ecónomia local, não deixava espaço para a concorrência e tinha demasiadas pessoas importantes na mão. No fim conseguiram-no tramar por fuga aos impostos.

 

Al Capone era oriundo de uma família muito pobre e tinha 8 irmãos. O pai morreu muito cedo, fazendo com que eles se agarrassem à vida como pudessem para sobreviver e sustentar a família. A via mais fácil e rápida foi a criminalidade.

 

Ele sofria de sífilis, e quando saiu da prisão teve de permanecer num hospital psiquiátrico durante muito tempo. Os efeitos da doença provocavam uma degeneração mental, tanto que se esqueceu onde tinha guardado todo o dinheiro feito em vida, que foram milhões e milhões entre bordeis, os ditos "saloons", e claro o contrabando de álcool.

 

Acabou os seus dias em Miami e morreu de um enfarte.

 



publicado por Marta às 10:26
link do post | comentar | adicionar aos favoritos


.mais sobre mim
.pesquisar neste blog
 
.posts recentes

. A Deirdre Capone a escrev...

. Um luxo nunca visto: Deir...

. Alcatraz

.arquivos

. Julho 2015

. Outubro 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

.tags

. todas as tags

.Copyright
Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
.subscrever feeds