Quinta-feira, 17 de Outubro de 2013
Mais uma fotógrafa na família

 

Não é que fui encontrar uma parente fotógrafa?

 

São 15 álbuns com quase seis mil fotografias os que estão agora em exposição pela primeira vez no Arquivo Nacional de Lisboa, intitulada

 

Viagem à intimidade dos invulgares Holstein Beck

 

Os albúns foram compilados por Ana Maria José Francisca de Paula e Sousa e Holstein Beck (1902-1966), autora da maior parte das fotografias.

 

Uma exposição a ver, também pelo interesse histórico que representa.

 

 

 



publicado por Marta às 19:29
link do post | comentar | ver comentários (4) | adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 30 de Dezembro de 2011
Reflexões fotográficas em dias de festa

Não optei pela fotografia, tropecei nela, apaixonei-me e hoje em dia faz parte essencial do meu equilíbrio.

 

A fotografia ensinou-me a ver. Quando olho para os objetos não vejo simples objetos, vejo entes com possibilidades infinitas de serem mais e melhor.

 

Fotografar enche-me a alma, desafia a minha imaginação, obriga-me a ver para além do óbvio, transporta-me para um mundo com existência própria, onde o tempo para e tudo parece alcançável.

 

O que é que eu fotografo? Aquilo que dá forma aos meus sentimentos, aos meus medos, coisas com potencial que se podem tornar no melhor de si mesmas.

 

A fotografia é uma procura, um desejo de eternizar determinado momento, que nunca será repetido daquela maneira. Acho que é a curiosidade de explorar, de captar o que o mundo tem de único e que é digno da nossa atenção num determinado momento da nossa existência.

Quando levo a máquina comigo, é como vestir um colete anti balas. Sinto-me segura e intocável, com um mundo à minha espera.

A imagem que captamos não é um objeto por si só, mas também uma parte da minha essência que está lá impressa pela forma como chamou por mim.

 

Uma fotografia deve puxar pela nossa imaginação, produzir uma sensação. Ver de formas novas e diferentes o que já existe, eis o desafio, o meu desafio.




publicado por Marta às 17:27
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 7 de Outubro de 2011
A Fotografia e a Paciência

Na vida a paciência é imprescindível. Não sei se há pessoas pacientes, ou se esta vai aumentando com a idade, se é uma qualidade que se desenvolve, ou se é a experiência que nos ensina a tê-la. Deve ser um cocktail de tudo isto seguramente.

Mas uma coisa acho que sei: é que a paciência faz falta, e que mais vale ter uma boa dose dela, mas sem exagerar...

 

A paciência serve para coisas importantes, que valham a pena, e em situações que compensam. É como se fosse uma oportunidade, uma espécie de “ se trabalhares muito vais conseguir”, ou “todos temos dias maus, mas o que vale é que há dias fantásticos”.

Mas para saber navegar nos mares da paciência, é preciso conhecer, ter fé e confiança, e sentir pelo menos que vale a pena, isso sim, tem que valer a pena.

 

A impaciência não traz vantagem nenhuma. A impulsividade, às vezes tem um preço. E as coisas, precisam de um período de maturação para se atingir o resultado desejado, é como o vinho!

 

Paciência e tempo, ou melhor sentido de timing, estão intrinsecamente ligados. Também é preciso paciência para “dar tempo ao tempo”, tempo este que nem sempre estamos dispostos a esperar, porque tudo tem que ser feito no momento. Mas depois sente-se a falta dos bons resultados, fruto da paciência, de um processo de aperfeiçoamento/conhecimento, e a fotografia, é um claro exemplo disso.

A espontaneidade existe e é fundamental nesta arte, mas até esta por vezes tem que ser aprendida. Mas não me interpretem mal, não é preciso ter paciência para ser espontâneo!

 

Porque falo eu de paciência? Porque a fotografia também a requer. É uma paciência que dá gozo, na qual se saboreia e se espera pelo momento certo para captar aquela luz, aquele momento, onde nos transformamos em linces em busca da presa (neste caso a fotografia) mais bonita, inesperada, genuína e original, e agir assim, na altura certa.



publicado por Marta às 15:33
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 23 de Junho de 2011
Fotografia e photoshop versus filosofia

A fotografia é uma actividade contemplativa, para pessoas que gostam de pensar, apreciar o que as rodeia, e que "desejam o belo e o bom", como diria Platão.

Se calhar Platão não estaria muito de acordo com esta actividade, pois a fotografia é uma cópia, um retrato perspectivado de um fenómeno tal qual como nos aparece, mas cuja essência é impossível de captar, porque vivemos no mundo sensível, onde as coisas são meros espelhos do mundo inteligível.

 

No entanto, a fotografia para mim, já se situa a meio caminho entre os dois mundos, e ainda bem que vivemos num mundo de sensações, pois sem elas nunca chegaríamos a ter nenhuma ideia de nada!

 

Nunca usei a ferramenta photoshop em nenhuma das minhas fotos, até porque ainda não a tenho. Mas a razão principal não é essa.

Acho que o segredo de uma boa fotografia (se calhar estou a ser um bocadinho radical), é captar o objecto em toda a sua naturalidade, com a melhor luz possível e do melhor angulo possível. Hoje em dia, quando vemos uma fotografia, vemo-la a maior parte das vezes trabalhada sob os milagres do photoshop. Mas eu gosto do "objecto tal qual como me aparece",definição do termo "fenómeno" em linguagem filosófica.

 

Acho o photoshop uma ferramenta divertida, que pode transformar verdadeiramente uma fotografia para melhor, dotando-lhe de imensas potencialidades. Deve ser um espectáculo poder brincar com a fotografia e molda-la ao nosso gosto. Não ser a imagem  original, também não e grave, mas eu gosto, pelo menos por agora.

 



publicado por Marta às 10:10
link do post | comentar | adicionar aos favoritos


.mais sobre mim
.pesquisar neste blog
 
.posts recentes

. Mais uma fotógrafa na fam...

. Reflexões fotográficas em...

. A Fotografia e a Paciênci...

. Fotografia e photoshop ve...

.arquivos

. Julho 2015

. Outubro 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

.tags

. todas as tags

.Copyright
Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
.subscrever feeds